OUTROS DESTAQUES
Indústria
Setor de telecomunicações tem queda nas exportações e nas importações em abril
quarta-feira, 11 de maio de 2016 , 17h51

As exportações do setor de telecomunicações caíram 27,5% em abril no comparativo com o mesmo mês em 2015, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria Eletroeletrônica (Abinee) divulgados nesta quarta, 11. Foram US$ 14,6 milhões, contra US$ 20,1 milhões no ano passado. Em comparação com março de 2016 houve queda de 21,3%.

Também houve queda nas importações do setor em abril: 22,4% no comparativo anual, totalizando US$ 142 milhões. Comparando com o mês imediatamente anterior, no entanto, houve crescimento de 19,1%.

No acumulado de janeiro a abril, o total da indústria de telecomunicações foi de US$ 57,7 milhões, um recuo de 29,3% em relação a 2015. O setor também importou menos no período: US$ 515,4 milhões, queda de 34,4%. Os componentes para telecomunicações foram os mais importados nesses quatro meses, somando US$ 1,125 bilhão, uma queda de 49% na comparação anual.

O setor de informática foi um dos únicos a crescer no comparativo anual do mês de abril em exportações (junto com automação industrial), aumentando 57,1%, total de US$ 24,4 milhões. Em relação a março deste ano, entretanto, houve queda de 27%. No acumulado de janeiro a abril, o setor exportou um total de US$ 108,2 milhões, avanço de 35,6%.

Com um total de US$ 104,4 milhões, a indústria de informática também registrou queda nas importações: 26,5% de recuo em comparação com abril de 2015. Em relação a março deste ano, a redução foi de 22,8%. Considerando o período de janeiro a abril, o acumulado de importações foi de US$ 418,6 milhões, queda de 32,2%.

No acumulado dos quatro primeiros meses do ano, o déficit da balança comercial dos produtos eletroeletrônicos foi de US$ 5,62 bilhões, uma redução de 48% em relação ao mesmo período de 2015. Segundo a Abinee, desde junho de 2014 o setor tem mostrado déficit sempre abaixo dos resultados no ano anterior.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME. Mais informações pelo email eventos@teletime.com.br

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME.

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
Top