OUTROS DESTAQUES
Conjuntura
"O pior ainda está por vir", diz Precursor Group
quarta-feira, 10 de julho de 2002 , 19h10 | POR SÉRGIO SISTER

O Precursor Group, um respeitado instituto de prospecção econômica dos Estados Unidos, acredita que o pior no setor de telecomunicações ainda está por vir. Scott Cleland, pesquisador responsável pela área, prevê que ainda há uma série de empresas com risco de insolvência nos próximos dois anos, num espectro que iria do fabricante de equipamentos Nortel Networks ao provedor de DSL Covad Communications.
Bill Whyman, presidente da Precursor, calcula que o setor de tecnologia, inclusive telecom, esteja operando nos EUA com apenas 62% de sua capacidade ? o pior número desde 1978. Acredita que só haveria melhora efetiva de rentabilidade em um patamar de ociosidade inferior a 20% ou 25%. Quanto tempo isso demora para ser atingido? Na volta da recessão de 91, o uso da capacidade aumentou dez pontos em dez meses.
Na Europa, as perspectivas não são muito mais otimistas. Especialmente na Alemanha, onde a Deutsche Telekom vê-se envolvida com uma dívida considerada impagável, de US$ 67 bilhões. No total da União Européia, a dívida do setor de telecomunicações é de US$ 500 bilhões, metade da qual concentrada em dez companhias. O risco é de rápida transformação de uma crise de telecom em crise bancária.
Os motivos apontados para explicar as dificuldades são invariáveis: expansão excessiva de investimentos em infra-estrutura; baixo faturamento devido à desaceleração global; aumento da regulamentação oficial em favor dos consumidores e maior competição com guerra de preços.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME. Mais informações pelo email eventos@teletime.com.br

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME.

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
Top