OUTROS DESTAQUES
Dólar pode ainda não estar no pico
quarta-feira, 10 de fevereiro de 1999 , 22h55 | POR REDAÇÃO

A contar pela experiência observada nas desvalorizações monetárias dos últimos 17 anos (inclusive a da América Latina de 1982, as da Inglaterra e Suécia de 1992 e as da Ásia em 1997), o pico da alta do dólar pode ainda não ter sido alcançado no Brasil. De acordo com análise do Lloyds Asset Management (LAM), em todas as ocorrências do período houve overshooting (flutuações bem acima daquelas imaginadas inicialmente), com pico mais freqüente entre o terceiro e o quinto mês.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME. Mais informações pelo email eventos@teletime.com.br

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME.

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
Top