OUTROS DESTAQUES
Cade quer que Telefonica se posicione sobre a CRT
quarta-feira, 10 de fevereiro de 1999 , 22h55 | POR REDAÇÃO

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica do Ministério da Justiça (Cade), em sua reunião plenária desta quarta, dia 10, deixou de apreciar o processo de duas das nove empresas de telecomunicações privatizadas. Foram aprovados os processos de sete empresas. O relator do processo da Telesp fixa, conselheiro Nércio Felsky, argumentou que seria necessário se exigir da Telefonica de Espanha um compromisso de desfazer-se das ações da CRT, mesmo que esta seja uma questão a ser resolvida em 18 meses, como prevê a norma. Diante desta argumentação, o presidente do Cade, Gesner de Oliveira, resolveu pedir vistas do processo e explicações à Anatel sobre esta possibilidade.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Comece o ano com um debate atualizado e aprofundado sobre os principais pontos da pauta política e regulatória do setor de Comunicações para o ano de 2019, as perspectivas para o novo governo e para o trabalho da Anatel, além de discussões aprofundadas sobre o modelo de regulação por incentivos e a aplicação  e implicações da Lei de Proteção de Dados para o setor de telecomunicações.

19 de fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Comece o ano com um debate atualizado e aprofundado sobre os principais pontos da pauta política e regulatória do setor de Comunicações para o ano de 2019, as perspectivas para o novo governo e para o trabalho da Anatel, além de discussões aprofundadas sobre o modelo de regulação por incentivos e a aplicação  e implicações da Lei de Proteção de Dados para o setor de telecomunicações.

19 de fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top