OUTROS DESTAQUES
Indústria
Faturamento em telecomunicações deverá crescer em 2017, mas não em infraestrutura
sexta-feira, 08 de dezembro de 2017 , 18h45

A indústria eletroeletrônica encerra 2017 com crescimento de 5% no faturamento, totalizando R$ 136 bilhões, segundo prevê a Associação brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) em levantamento divulgado nesta sexta-feira, 8. O mesmo índice de 5% é esperado para a produção industrial e para os investimentos, que deve fechar o ano com R$ 2,5 bilhões.

Na estimativa da entidade, o segmento de telecomunicações cresceu 10%, fechando o ano com R$ 32,541 bilhões. Dentro desse recorte, porém, apenas o de produtos para o consumidor – ou seja, aparelhos celulares – mostrou crescimento: 17%, contra uma queda de 5% no faturamento em infraestrutura.

Para 2018, a projeção é que as telecomunicações cresçam 7%, totalizando um faturamento de R$ 34,819 bilhões. Novamente, o destaque seria a venda de celulares, com avanço de 10%, enquanto a infraestrutura ficaria estagnada.

Segundo o diretor de telecomunicações da Abinee, Paulo Castelo Branco, o faturamento em infraestrutura totalizará R$ 17 milhões neste ano, e a expectativa de crescimento em 2018 depende de uma eventual aprovação do PLC 79/2016, que altera o modelo de concessões de telefonia. "Se isso for aprovado, teremos outros meios de trazer investimento para a área de infra. Se não for aprovado, vamos continuar na mesma situação", explica.

O vice-presidente da área de telecomunicações da associação, Aluizio Byrro, acrescenta que isso acontece também porque o Capex das operadoras vem caindo: em 2016 foi de R$ 28 bilhões, enquanto em 2013 foi de R$ 31 bilhões, valor que corrigido seria de mais de R$ 40 bilhões. "Se comparar, a queda no Capex é de 30%, e isso é ruim para a indústria", declara. "Se o PLC 79 for aprovado, esperamos uma injeção (de capital), um crescimento de 20% no Capex nos próximos anos", diz Byrro. 

Efeitos

A Abinee estima que as exportações da indústria eletroeletrônica cresçam 3% neste ano, totalizando US$ 5,8 bilhões, enquanto as importações devem aumentar 17%, totalizando US$ 29,9 bilhões. Por isso, o saldo da balança ficará negativo, fechando o ano em US$ 24,1 bilhões, aumento de 21%.

A projeção de faturamento da indústria para 2018 é de R$ 145,391 bilhões, um avanço de 7% em relação a este ano. As exportações devem crescer 3% (total de US$ 6 bilhões), enquanto as importações aumentarão 5% (US$ 31,4 bilhões), levando a um saldo negativo de US$ 25,4 bilhões (aumento de 5%). Os investimentos crescerão de R$ 2,505 bilhões para R$ 2,762 bilhões, avanço de 10%.

O quadro profissional das empresas cresceu 2% neste ano segundo as estimativas (total de 237,2 mil funcionários), e a projeção para 2018 é de igual aumento, totalizando 241 mil empregados. Ainda assim, o presidente da Abinee, Humberto Barbato, afirma que o setor já sente efeitos da reforma trabalhista. "Tanto a terceirização como as novas regras trabalhistas trazem segurança maior e estímulo à contratação", defende. "Já está surtindo efeito, já estamos sentindo isso. O ambiente melhorou, é evidente que as contratações ainda não apareceram (por ter entrado em vigor somente em novembro), mas vamos sentir resultados mais concretos no ano que vem, e vamos estar mais estimulados em função da mudança da legislação e do otimismo do mercado", garante.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O Painel TELEBRASIL, mais tradicional encontro de posicionamento do setor de telecomunicações, discutirá em 2018 os rumos da indústria depois do ciclo de sucesso completado com os 20 anos da privatização do sistema estatal de telecomunicações. A realidade da Internet das Coisas, a chegada da tecnologia de 5G, a necessidade um ambiente mais flexível e dinâmico para os investimentos essenciais a esta nossa etapa e um modelo preparado para o futuro são alguns dos desafios em debate, com presença dos presidentes das principais empresas prestadoras de serviços e provedoras de tecnologias, além de autoridades, reguladores e especialistas.
Em sua edição de número 62, o Painel TELEBRASIL 2018 ganha um dia a mais de debates, com mais espaço e oportunidades para a troca de informações, relacionamento e atualização, tanto para profissionais da indústria quanto para reguladores e formuladores de políticas, que têm acesso gratuito ao evento (mediante inscrição prévia). É o espaço em que as principais lideranças da indústria marcam posição em relação a estratégias, tecnologias e políticas públicas neste novo ciclo.

22 de Maio a 24 de Maio
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
EVENTOS

Evento oficial da Associação Brasileira de Empresas de Telecomunicações, o Painel TELEBRASIL, mais tradicional encontro de posicionamento do setor. É o espaço em que as principais lideranças da indústria marcam posição em relação a estratégias, tecnologias e políticas públicas.

22 de Maio a 24 de Maio
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
Top