OUTROS DESTAQUES
Estratégia
Em 2018, foco será na qualidade de serviços, diz Stefano de Angelis
sexta-feira, 08 de dezembro de 2017 , 20h04

A estratégia da TIM para 2018, conforme seu CEO Stefano de Angelis, terá foco total em qualidade de experiência. "Não existe mais muita diferença em gigabytes ou minutos de uso, então a diferença vai ser mesmo na experiência do cliente", disse ele, em almoço de final de ano com jornalistas. De qualquer forma, a TIM comemorou a expansão de mil para três mil cidades com 4G no ano de 2017, além da expansão da rede em 700 MHz para 750 cidades. Outro ponto importante foi o lançamento da tecnologia de voz sobre LTE (VoLTE), que a empresa tem dis"Foi um crescimento impressionante, considerando que há três anos a gente não tinha esse número de cidades nem em 3G", disse. Sobre a estratégia de expansão da rede que vinha sendo seguida, o CEO da TIM diz que o plano segue, com menor foco em quantidade de cidades e melhoria da qualidade da cobertura. "Nós não vamos mudar nada. Vocês vão me perguntar, mas o que o Amos pediu foi para manter e acelerar, sermos mais ambiciosos", disse de Angelis, referindo-se a Amos Genish, presidente da Telecom Italia, controladora da TIM. "Não queremos ser necessariamente a maior, mas a melhor empresa de telecomunicações".

Rede fixa

A TIM pretende também ampliar a cobertura do serviço fixo, especialmente em FTTH. Hoje a operadora está apenas em São Paulo e no Rio. Em 2018 deve chegar a algo entre 10 e 20 cidades, segundo Stefano de Angelis. Outro serviço que deve ter forte expansão em 2018 é o acesso fixo por meio da rede móvel, o WTTx. "É uma tecnologia que não faz sentido em cidades em que há muitos clientes móveis e o espectro está mais comprometido, mas faz sentido em cidades onde há poucos usuários e nós temos a mesma quantidade de espectro dos grandes centros".

Investimentos

A TIM deve apresentar no primeiro trimestre o seu novo plano estratégico trienal, com o foco de investimentos para o período de 2018 a 2020. Sem dar detalhes, De Angelis explica que a tendência é que os investimentos sigam no mesmo patamar atual. "Não precisa aumentar porque na medida em que a gente vai concluindo algumas expansões, vai liberando recursos para outros projetos", diz o executivo.

COMENTÁRIOS

1 Comentário

  1. Rosemary disse:

    Deveria começar por parar de gerar contas e ligar cobrando ex clientes que fizeram portabilidade. Não sei mais o que fazer para a Tim entender que o meu número de telefone foi portado para Claro a 8 meses, e mesmo eu reclamando, ligando, indo a loja eles me ligam todos os dias (gastando dinheiro sem necessidade e me estressando) para me cobrar uma linha que não é da Tim. Hello Sr CEO!

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top