OUTROS DESTAQUES
Balanço financeiro
SES reduz receita no semestre
terça-feira, 08 de agosto de 2017 , 19h17

A operadora de satélites SES divulgou obteve queda na receita dos primeiros seis meses do ano. A companhia totalizou 1,048 bilhão de euros no semestre, um recuo de 1,5% em relação ao mesmo período do ano passado.

A empresa afirma que uma "tendência de melhoria" em vídeo e "crescimento forte" em redes permitiu "desenvolvimento estável com verticais". No entanto, a receita com vídeo, que é 67% do total da companhia, foi de 699,7 milhões de euros, redução de 3,1%.

O lucro líquido atribuível aos acionistas foi de 275,5 milhões de euros, aumento de 21,2% (em relação ao semestre anterior). A margem EBTIDA foi de 65,5%, uma queda de 0,9 ponto percentual (p.p.); enquanto a margem operacional foi de 29,2%, recuo de 2,1 p.p..

Em comunicado, o CEO da companhia, Karim Michel Sabbagh, disse que o começo do ano foi positivo e "bem posicionado para gerar crescimento sustentável e retornos melhores". Diz ainda que a tendência de melhora no segundo trimestre solidifica uma previsão de ano estável, antes que o organograma de lançamentos e de saúde de satélites causem um impacto negativo temporário.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME. Mais informações pelo email eventos@teletime.com.br

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME.

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
Top