OUTROS DESTAQUES
Tecnologia
Qualcomm alcança velocidade de 4,51 Gbps com seu primeiro chip 5G
quinta-feira, 08 de Fevereiro de 2018 , 20h19

A quinta geração de telefonia celular (5G) começa a ganhar forma. E uma das empresas que está participando ativamente dessa transformação é a Qualcomm, que anunciou alguns meses atrás o seu primeiro chipset para smartphones 5G, o x50. Esta semana, em um evento em sua sede em San Diego, a empresa informou que conseguiu atingir um pico de velocidade de download de 4,51 Gbps em testes de laboratório usando um protótipo de aparelho 5G com o x50. Essa velocidade foi alcançada utilizando ondas milimétricas, em frequências acima de 6 GHz e com uma agregação de vários canais que somavam 800 MHz ao todo. Nas faixas abaixo de 6 GHz, a velocidade deve ficar na casa de 1 Gbps.

A empresa anunciou também que 18 operadoras ao redor do mundo escolheram o x50 para realizarem seus testes de 5G este ano. São elas: AT&T, BT, China Mobile, China Telecom, China Unicom, T-Mobile, KDDI, KT, LGU+, NTT DoCoMo, Orange, Singtel, SK Telecom, Sprint, Telstra, TIM, Verizon e Vodafone. Essas 18 operadoras somam juntas 2,5 bilhões de assinantes.

Além disso, 18 fabricantes já declararam publicamente que vão adotar o x50 em seus primeiros aparelhos 5G, que devem ser lançados ao longo de 2019. São eles: Asus, Fujitsu, HMD, HTC, Inseego, LG, NetComm, Netgear, Oppo, Sharp, Sierra Wireless, Sony, Telit, Vivo, WNC, Wingtech, Xiaomi e ZTE.

"O ecossistema está se preparando para o 5G. China Mobile, AT&T e SK Telecom prometem redes 5G para 2018. Essa movimentação em 2018 nos dá 100% de confiança de que haverá lançamentos de aparelhos 5G em 2019. É um novo ciclo começando para a nossa indústria", disse Cristiano Amon, presidente global da Qualcomm.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top