OUTROS DESTAQUES
5G
58% dos norte-americanos admitem não saber o que é 5G, diz estudo da Intel
sexta-feira, 07 de dezembro de 2018 , 23h26 | POR ISABEL BUTCHER, DO MOBILE TIME

[Publicada originalmente no Mobile Time] O 5G bate à porta e está prestes a entrar de alguma forma nas casas das pessoas em diversos cantos do mundo. Anúncios de protótipos de celulares e produtos para a rede já foram feitos por companhias chinesas e a Samsung. A Qualcomm também anunciou seu chipset para a quinta geração de rede. Porém, 58% dos norte-americanos admitem não ter conhecimento ou nunca ter ouvido falar de 5G. E, apesar do número, 74% expressam animação com o potencial do 5G e, entre a elite tecnológica, esse número sobe para 91%.

Ou seja, esse futuro reportado nos cinemas, como em Monoriy Report, onde os dispositivos se comunicam entre si, cada superfície é uma tela de realidade aumentada em potencial e onde os carros andam em segurança sem motoristas, são imagens nítidas nas mentes das pessoas de como será o amanhã para elas. Porém, existe uma lacuna de conhecimento. Segundo a pesquisa da Intel, os norte-americanos querem os benefícios aprimorados da tecnologia e novas experiências, porém, a maioria não sabe do que se trata o 5G. Ou seja, não sabem que a rede de quinta geração é a responsável pelo o que eles desejam.

Apesar da falta de conhecimento, em outra pesquisa promovida pela Intel, executada pela Ovum, lançada em outubro, os norte-americanos estão dispostos a pagar mais caro pela rede de quinta geração. 42% pagariam entre US$ 10 e US$ 20 por mês, sendo esse valor extra pelo serviço; 70% da Geração Z (pessoa nascida ou criada durante a era da tecnologia digital e, portanto, familiarizada com os computadores e a Internet) pagariam mais de US$ 20 por mês.

O relatório da pesquisa informa onde a rede 5G trará importantes inovações: em maior velocidade (para mover o crescente volume de dados produzidos); menor latência (para ser mais ágil); e a capacidade de expandir além de computadores e telefones para abranger a nuvem e todos os dispositivos conectados à rede. O 5G será poderoso o suficiente para fornecer fábricas inteligentes e realidade virtual em tempo real, e, com o tempo deverá substituir a banda larga doméstica com fio.

A pesquisa revelou que para os norte-americanos o impacto e os benefícios do 5G serão sentidos nas seguintes áreas: serviços de resposta a emergências e desastres (36%); educação em sala de aula (30%); experiências de entretenimento (27%).

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top