OUTROS DESTAQUES
Operação
AT&T registra pedido de IPO de parte da DirecTV Latin America
quarta-feira, 07 de março de 2018 , 22h38

A AT&T pretende abrir o capital de uma participação minoritária na DirecTV Latin America. A intenção, originalmente anunciada em fevereiro, foi registrada na comissão de valores dos Estados Unidos nesta quarta, 7 e a expectativa é captar até US$ 100 milhões. A operação na América Latina, após a oferta pública de ações, deve passar a se chamar Vrio Corp., incluiu a brasileira Sky.

Os ativos da DirecTV Latin America foram avaliados em mais de US$ 10 bilhões. Em 2017, a DirecTV Latin America teve receita de US$ 5,57 bilhões, um aumento de 10,9% em relação ao ano anterior e lucro líquido de US$ 222 milhões (contra uma perda líquida de US$ 356 milhões em 2016). A unidade brasileira foi responsável por cerca da metade da receita no último ano: US$ 2,8 bilhões, com ticket médio de US$ 43,35 por assinante, e  prejuízo operacional de US$ 81 milhões.

As empresas da Vrio operam em oito países da América do Sul e três países do Caribe: o Brasil, sob a marca Sky; e, sob a marca DirecTV, em Barbados, Colômbia, Curaçao, Equador, Trinidad e Tobago, Venezuela, Argentina, Chile, Peru e Uruguai. Goldman Sachs, J.P. Morgan Securities, Citigroup e Morgan Stanley atuarão como gestores em conjunto para o IPO.

No final de 2017, a DirecTV Latin America tinha cerca de 13,6 milhões de assinantes na América do Sul e no Caribe – um aumento de 9,3% em relação ao ano anterior. A AT&T destacou a penetração relativamente baixa de banda larga na América do Sul e menores velocidades de acesso à Internet como limitação da exposição da Vrio a ameaças competitivas de serviços de vídeo em streaming over-the-top.

Com o IPO, a AT&T busca pagar dívidas, pois pretende fechar a aquisição da Time Warner, o que deve levar a dívida da telco para mais de US$ 180 bilhões.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top