OUTROS DESTAQUES
Convergência
"Estamos na era da videocracia", diz executivo do Google
quinta-feira, 06 de outubro de 2011 , 19h15 | POR ANA CAROLINA BARBOSA

O português Henrique de Castro, presidente de mídia global e plataformas do Google, participou de palestra na tarde desta quinta-feira, 6, no Maximídia, evento que acontece em São Paulo. “Estamos na era da videocracia”, disse, lembrando que o mundo digital traz muitas novas possibilidades de distribuição e publicidade no mundo digital. “Poderemos dar ao usuário o ‘canal você’, com conteúdo personalizado disponível na Internet, no iPad, no celular. Cada conteúdo pode ter publicidade diferente, dependendo do target”, observa.

Castro ressalta que toda mídia será social e que, pela primeira vez com o universo digital, o anunciante tem a possibilidade de utilizar uma plataforma global. Outra grande mudança é a mobilidade. “Acontece uma coisa que nunca aconteceu antes: o mass media vai chegar no ponto de venda”.

O executivo sugeriu que é hora de os anunciantes e agendas repensarem seus planos de mídia. O Google vem conduzindo algumas pesquisas com grandes anunciantes que têm apontado que a mensagem é mais rapidamente compreendida nos anúncios na Internet. São 2,5 repetições contra sete da TV. “Tudo vai convergir. O que a gente faz hoje no computador vai ser realizado no móvel e na televisão” explica.

Essa redistribuição, no entanto, não significa a morte da televisão, lembra Castro. “Hoje na televisão há limitação de distribuição. A Internet vai dar mais possibilidades a produtoras independentes. Diariamente, são vistos no YouTube mais de 3 bilhões de vídeos. As produtoras independentes já estão atentas a esta audiência”, observa. O executivo foi evasivo quando indagado sobre os planos de lançamento da Google TV no Brasil. “Existe um plano de levar a Google TV para todo mundo”, afirmou.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
, ,
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
 
Top