OUTROS DESTAQUES
Internacional
Vivendi se diz preocupada com gestão da Telecom Italia
quinta-feira, 06 de setembro de 2018 , 12h20

Após o avanço do fundo de investimentos Elliot ao assumir o controle do conselho de administração da Telecom Italia (controladora da TIM Brasil), a maior acionista do grupo italiano (com 24% do capital) Vivendi tem se mostrado insatisfeita com a diretoria da empresa. Em comunicado divulgado na quarta-feira, 5, a Vivendi destacou o desempenho "dramático" das ações na bolsa europeia e a instabilidade provocada por rumores, como o da falsa saída do atual CEO, Amos Genish.

"A Vivendi está profundamente preocupada com a gestão desastrosa da Telecom Italia desde que a Elliot tomou controle da mesa de diretores", disse a francesa. Segundo a companhia, o preço das ações da TI caíram 35% desde o dia 4 de maio, quando ocorreu a assembleia de acionistas que formou o novo conselho. A acionista majoritária diz que o valor é o mais baixo em cinco anos, embora no último dia 9 de abril a Elliot tenha "prometido dobrar o preço das ações nos próximos dois anos".

De acordo com a Vivendi, a Telecom Italia também tem falhado em impedir que rumores sejam espalhados no mercado. A empresa diz que isso causa "disfunção" e que é danoso para uma operação tranquila e a obtenção de resultados. A companhia finaliza o comunicado reiterando que é o maior acionista da TI e que "permanece convicta do potencial de desenvolvimento significativo" da italiana.

A Telecom Italia não emitiu nenhum comunicado (até o momento de publicação desta nota) endereçando as críticas da Vivendi. Às 12h (horário de Brasília) desta quinta-feira, 6, as ações da TI estavam sendo negociadas a 0,524 euro, um avanço de 1,28%, apesar de ter apresentado quedas sucessivas desde o dia 3 de setembro.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top