OUTROS DESTAQUES
Internet das Coisas
Pesquisa da Vodafone indica disposição de empresas brasileiras de investir em IoT
segunda-feira, 06 de agosto de 2018 , 19h01

As empresas brasileiras estão mais interessadas em investir na Internet das Coisas, especialmente com o contexto da política pública do governo com o Plano Nacional de IoT, de acordo com o relatório IoT Barometer 2017/18 da Vodafone. Conforme o levantamento, 95% dos entrevistados no Brasil estão investindo mais na tecnologia de Internet das Coisas do que há 12 meses, 14 pontos percentuais (p.p.) a mais do que a média mundial. A pesquisa, realizada com 1.278 executivos de oito segmentos diferentes em 13 países, foi divulgada nesta segunda-feira, 6, pela representante da operadora no Brasil, a Datora, e pode ser baixada clicando aqui (é necessário um cadastro).

O levantamento aponta que 82% das organizações brasileiras declararam ter aumentado o uso de soluções de IoT nos últimos 12 meses, afirmando ainda que o investimento está gerando retorno. Dos que já possuem soluções da tecnologia, 95% afirmaram que a arquitetura foi aprimorada no último ano, taxa 18 p.p. acima da média mundial. Para 95% dos entrevistados que usam IoT, há retorno ou benefício tangíveis, enquanto 73% relatam retornos ou benefícios significativos.

Essa disposição à adoção de tecnologias se retrata em positividade. Estão otimistas sobre "possíveis negócios" em IoT 86% dos entrevistados, contra 74% no nível mundial. Todos os executivos brasileiros da pesquisa disseram estar mais positivos sobre o potencial da Internet das Coisas do que há 12 meses, contra 79% da média global.

Mais da metade (65%) disse concordar que a IoT não é uma tecnologia autônoma, mas intrinsecamente ligada ao analytics, inteligência artificial e outras iniciativas digitais. Para 26%, uma das três principais barreiras para adoção mais ampla da tecnologia é a falta de habilidades internas ou recursos insuficientes. No período pesquisado, 77% procuraram aumentar parcerias para entregar ou gerenciar soluções baseadas em IoT. E 76% das empresas no Brasil concordam que os projetos de IoT mais bem-sucedidos devem envolver colaboração entre várias organizações.

A pesquisa identifica ainda que 40% dos entrevistados (contra 36% na média mundial) já estão considerando o uso de tecnologias móveis novas como 5G. Dos profissionais brasileiros, 27% consideram usos de tecnologias de conectividade de baixa potência (LP-WAN) como NB-IoT, média 4 p.p. acima do nível global.

De acordo com a Vodafone, 79% dos empresários brasileiros dizem ter visão e estratégia digital abrangente (contra 70% global), e 77% declaram que a estratégia do core business mudou após adotar as novas tecnologias.  E 74% concordam que IoT é "parte essencial da 'Gigabit Society', na qual as decisões empresariai são tomadas de forma mais rápida e inteligente". Em comunicado, o diretor executivo da Vodafone Brasil, Eduardo Resende, ressaltou pontos positivos no cenário brasileiro. "O mercado mundial de IoT vem amadurecendo rapidamente e os números no Brasil comprovam que é um forte começo para esta nova tecnologia, que promete maior cobertura e eficiência de custos", pontua.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top