OUTROS DESTAQUES
Infra-estrutura
Ericsson prevê cobrir 12 milhões de usuários 3G no Brasil até 2010
segunda-feira, 06 de agosto de 2007 , 19h35 | POR ANA LUIZA MAHLMEISTER

A Ericsson espera disputar as futuras redes 3G no Brasil e na América Latina, como upgrade natural dos sistemas GSM já instalados. No País a empresa tem como clientes a Vivo, Claro, TIM, Brasil Telecom e Sercomtel, além de implantar a primeira rede 3G HSPA na Telemig Celular e Amazônia Celular, adquiridas pela Vivo. Segundo o vice-presidente da Ericsson, Rogério Loripe, a empresa estima cobrir no Brasil 12 milhões de usuários móveis em redes HSPA até 2010 de um mercado total (de banda larga fixa e móvel) de 24 milhões de assinantes.
A empresa, segundo Loripe, também está presente na América Latina com o fornecimento de redes GSM para a Telmex e Telefónica Móvel, no México; Personal e Movistar na Argentina, Chile, Uruguai e Peru e também a Personal do Paraguai. No Chile implantou ainda a rede GSM da Claro e HSPA da Entel.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top