OUTROS DESTAQUES
Telefonia local
Fusão entre operadoras só será possível com a competição plena
segunda-feira, 05 de julho de 2004 , 18h22 | POR REDAÇÃO

Brasil Telecom e Telemar podem se fundir? Provocado com a pergunta durante o Painel Telebrasil, em Comandatuba/BA, o superintendente de serviços públicos da Anatel, Marcos Bafutto, se esquivou de responder diretamente: ?São questões regulatórias e precisam de análise.? Mas o ex-ministro das Comunicações, Juarez Quadros, retrucou: ?Ele não pode responder, mas eu posso. A fusão não pode acontecer. A legislação permite, mas o momento não. O momento dependerá da Anatel e também de uma operadora estar explorando o território da outra?. Significa que enquanto não houver competição na telefonia local, a agência não permitirá as fusões entre as teles, na interpretação de Juarez Quadros.

Venda casada

Bafutto disse que a Anatel está colocando em consulta pública regulamentos que tratam indiretamente da questão da fusão das empresas, e estudará como ficará o rateio de custos, a separação contábil, a transparência etc. O superintendente pediu às operadoras que sejam mais maduras e dialoguem antes de levar problemas para a agência reguladora, que já tem acúmulo de trabalho. Isto porque, todas as promoções de venda casada levam os concorrentes a questionar na Anatel se a ação contraria a legislação – algumas vezes contrariam, tanto que há medidas cautelares colocando fim a várias promoções.
Por sua vez, o superintendente de serviços privados da Anatel, Jarbas Valente, reforça que falta bom-senso por parte das operadoras. Em relação à reclamação sobre concorrentes, explica que quando a ação é isonômica e discriminatória não tem ilegalidade.
A questão ganhou especial interesse após o diretor geral da Brasil Telecom GSM, Ricardo Sacramento, ter anunciado a venda integrada de produtos e serviços fixo-móvel. Mas, ao final das discussões, Sacramento disse que será oferecida isonomia aos concorrentes. "Podemos estar no limite da lei, e isto não é ser fora-da-lei. Não faremos nada que seja ilegal", concluiu.
Mais tarde, num bate-papo descontraído, Bafutto cochichou para Sacramento: ?Obrigado por ter dito a palavrinha mágica?, referindo-se à isonomia. E acrescentou, em tom de brincadeira: ?Não me crie mais problemas, já tenho muitos processos na minha mesa.?

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O Painel TELEBRASIL, mais tradicional encontro de posicionamento do setor de telecomunicações, discutirá em 2018 os rumos da indústria depois do ciclo de sucesso completado com os 20 anos da privatização do sistema estatal de telecomunicações. A realidade da Internet das Coisas, a chegada da tecnologia de 5G, a necessidade um ambiente mais flexível e dinâmico para os investimentos essenciais a esta nossa etapa e um modelo preparado para o futuro são alguns dos desafios em debate, com presença dos presidentes das principais empresas prestadoras de serviços e provedoras de tecnologias, além de autoridades, reguladores e especialistas.
Em sua edição de número 62, o Painel TELEBRASIL 2018 ganha um dia a mais de debates, com mais espaço e oportunidades para a troca de informações, relacionamento e atualização, tanto para profissionais da indústria quanto para reguladores e formuladores de políticas, que têm acesso gratuito ao evento (mediante inscrição prévia). É o espaço em que as principais lideranças da indústria marcam posição em relação a estratégias, tecnologias e políticas públicas neste novo ciclo.

22 de Maio a 24 de Maio
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
EVENTOS

Evento oficial da Associação Brasileira de Empresas de Telecomunicações, o Painel TELEBRASIL, mais tradicional encontro de posicionamento do setor. É o espaço em que as principais lideranças da indústria marcam posição em relação a estratégias, tecnologias e políticas públicas.

22 de Maio a 24 de Maio
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
Top