OUTROS DESTAQUES
Telesp não quer abrir sistema de faturamento
segunda-feira, 05 de abril de 1999 , 20h28 | POR REDAÇÃO

As duas operadoras concordam que não tem sentido a Telesp financiar a inadimplência dos assinantes de longa distância da Embratel, que atinge um total de 0,3% do faturamento do serviço. A Telesp quer repassar para a Embratel apenas o que efetivamente for arrecadado, mas para isso a Embratel exige o acesso ao faturamento, feito pela operadora local, das ligações de longa distância de seus assinantes. A Telesp não concorda com isso, o que faz com que a operadora de longa distância queira receber pelo faturamento. Tudo isso somente poderá ser resolvido quando a Embratel tiver seu próprio sistema de billing. Segundo José Roberto Pinto, chefe do Departamento de Interconexão da Embratel, a empresa pretende celebrar acordos de faturamento com as operadoras locais.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Comece o ano com um debate atualizado e aprofundado sobre os principais pontos da pauta política e regulatória do setor de Comunicações para o ano de 2019, as perspectivas para o novo governo e para o trabalho da Anatel, além de discussões aprofundadas sobre o modelo de regulação por incentivos e a aplicação  e implicações da Lei de Proteção de Dados para o setor de telecomunicações.

19 de fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Comece o ano com um debate atualizado e aprofundado sobre os principais pontos da pauta política e regulatória do setor de Comunicações para o ano de 2019, as perspectivas para o novo governo e para o trabalho da Anatel, além de discussões aprofundadas sobre o modelo de regulação por incentivos e a aplicação  e implicações da Lei de Proteção de Dados para o setor de telecomunicações.

19 de fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top