OUTROS DESTAQUES
Grupo está confortável frente à crise cambial
quinta-feira, 04 de março de 1999 , 16h57 | POR REDAÇÃO

A venda da sua participação na BCP (celular da banda B em São Paulo) no final de 98 deu ao grupo RBS uma situação relativamente cômoda para enfrentar a atual crise cambial. O negócio representou uma entrada de US$ 150 milhões no caixa da empresa. Deste total, US$ 50 milhões foram utilizados para o pagamento de eurobonus na data de vencimento de uma parcela. O restante desta dívida (US$ 125 milhões) vence em 2007. Portanto, com US$ 100 milhões em caixa, o grupo gaúcho sente-se confortável, com um hedge que lhe permite enfrentar com tranqüilidade o câmbio volátil do início do ano. Segundo fonte da direção do grupo, as dívidas em dólares restantes provêem apenas de linhas comerciais normais (importação de papel, fotolito, equipamentos etc).

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top