OUTROS DESTAQUES
Serviços móveis
Vivo pede à Anatel para fazer roaming CDMA em Minas e Nordeste
segunda-feira, 03 de Maio de 2004 , 14h40 | POR LUIZ MOURA

A Vivo entrou com um pedido junto à Anatel para poder oferecer roaming digital, em CDMA, a seus clientes que viajarem aos Estados de Minas Gerais (área 4) e Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará e Piauí (área 10). A empresa pretende usar o direito que já tem de fazer roaming na banda A, no sistema analógico (AMPS), porém com o CDMA. Para tanto, está disposta a arcar com a instalação de um overlay no padrão digital nessas áreas, que são as únicas do País onde, por enquanto, não tem operação própria.
O plano da direção da Vivo é firmar acordos de roaming com a Telemig Celular e com a TIM – licenciadas na banda A nas áreas 4 e 10, respectivamente – tão logo obtenha o sinal verde da Anatel. Sabe-se, no entanto, que a operadora dos grupos Portugal Telecom e Telefônica vem negociando a instalação do overlay pelo menos com a Telemig Celular, e até já tomou preços junto a fornecedores para construir sua rede de apoio em Minas.
A Anatel exige que as operadoras da banda A reservem uma faixa de suas radiofreqüências, em 850 MHz, para operações em AMPS, para os usuários que ainda têm terminais neste padrão analógico e também para garantir roaming a visitantes tanto do padrão TDMA quanto CDMA. O projeto da Vivo é conciliar nessa mesma faixa o CDMA e o AMPS, cuja utilização diminuiu bastante nos últimos anos a partir da substituição dos handsets analógicos pelos digitais.
Além desse pedido, feito há cerca de um mês, a Vivo também aguarda da Anatel análise de outro pleito seu, para a retomada e licitação de faixas em 850 MHz que ficarem ociosas por conta da migração de redes TDMA para o GSM. Essa seria a única forma de a operadora entrar em Minas e nos seis Estados do Nordeste – de Alagoas ao Piauí – com uma nova licença, uma vez que o leilão previsto para essas áreas será na faixa de 1,8 GHz, em que não compensa operar no sistema CDMA.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O Painel TELEBRASIL, mais tradicional encontro de posicionamento do setor de telecomunicações, discutirá em 2018 os rumos da indústria depois do ciclo de sucesso completado com os 20 anos da privatização do sistema estatal de telecomunicações. A realidade da Internet das Coisas, a chegada da tecnologia de 5G, a necessidade um ambiente mais flexível e dinâmico para os investimentos essenciais a esta nossa etapa e um modelo preparado para o futuro são alguns dos desafios em debate, com presença dos presidentes das principais empresas prestadoras de serviços e provedoras de tecnologias, além de autoridades, reguladores e especialistas.
Em sua edição de número 62, o Painel TELEBRASIL 2018 ganha um dia a mais de debates, com mais espaço e oportunidades para a troca de informações, relacionamento e atualização, tanto para profissionais da indústria quanto para reguladores e formuladores de políticas, que têm acesso gratuito ao evento (mediante inscrição prévia). É o espaço em que as principais lideranças da indústria marcam posição em relação a estratégias, tecnologias e políticas públicas neste novo ciclo.

22 de Maio a 24 de Maio
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
EVENTOS

Evento oficial da Associação Brasileira de Empresas de Telecomunicações, o Painel TELEBRASIL, mais tradicional encontro de posicionamento do setor. É o espaço em que as principais lideranças da indústria marcam posição em relação a estratégias, tecnologias e políticas públicas.

22 de Maio a 24 de Maio
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
Top