OUTROS DESTAQUES
Desempenho
Queda de tráfego e inadimplência engolirão aumentos, prevê analista
quarta-feira, 02 de julho de 2003 , 20h17 | POR REDAÇÃO

A analista de telecomunicações de uma das corretoras mais atuantes no setor calcula que os ganhos obtidos pelas operadoras com o recente aumento das tarifas acabarão engolidos, no curto prazo, por uma queda na utilização de telefones da ordem de 5% nos próximos seis meses e pelo aumento na inadimplência. No longo prazo, os ganhos também se diluirão pela aplicação das novas regras contratuais, que implicam perdas sensíveis nas interconexões. É por essas razões que os analistas não devem mexer nos preços-alvo das ações das empresas.
A fonte adverte, porém, que as contas futuras deverão levar em conta dois outros fatores ainda imponderáveis: de um lado, não é possível quantificar o efeito da troca da cobrança de pulso para minuto utilizado; de outro, parece ter crescido o chamado risco regulatório (maior intervenção do Estado) que o mercado apenas agora começa a perceber. ?Na prática, o efeito do aumento pode ser ligeiramente negativo, pois há uma melhora agora e uma piora mais à frente?.

Boicote

Os movimentos de boicote ao uso de telefone conclamados em e-mail devem ser levados mais a sério na análise da performance setorial. Esta semana, com o clima de indisposição contra o aumento das tarifas, os incentivadores do boicote voltaram à carga.
Ainda que a telefonia celular esteja fora do reajuste, iniciou-se uma campanha para que não se utilize o serviço no próximo final de semana, dias 5 e 6 de julho.
Um pouco mais institucionalizado, o Instituto de Defesa do Consumidor (IDEC) defende um boicote à telefonia fixa entre as 12 e 14 horas do próximo dia 10 de julho (quinta-feira).

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
[events_list country="pt-br" date_format="F" limit="1" category="18346"]
#_EVENTEXCERPT
#j de #F #@_{ \a j \d\e F }
#_LOCATIONNAME, #_LOCATIONSTATE, #_LOCATIONCOUNTRY
[/events_list]
Top