OUTROS DESTAQUES
SGDC
TRF mantém liminar suspendendo acordo entre Telebras e ViaSat
segunda-feira, 02 de Abril de 2018 , 21h49

A juíza Jazia Maria Pinto Fraxe, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, manteve uma liminar do Tribunal de Justiça do Amazonas a favor da empresa manauara Via Direta e que suspende o acordo entre a Telebras e a empresa norte-americana ViaSat. A magistrada concordou com o TJ-AM ao decidir que o contrato está suspenso até que seja completamente julgado, mantendo também a multa de R$ 100 mil/dia caso as empresas não obedeçam a ordem. Segundo informações publicadas pelo portal Tele.Síntese nesta segunda-feira, 2, Fraxe disse em sua decisão que poderá determinar a "suspensão do desembaraço aduaneiro ou a lacração de todo equipamento importado por ViaSat" para a operação do satélite da Telebras, que deverá apresentar todos os documentos da negociação e da formalização do acordo, além do contrato firmado. O processo corre em sigilo de Justiça, razão pela qual a decisão não é pública, e a Telebras disse que não comenta ações em andamento. A estatal também não confirmou a decisão da Justiça Federal.

Segundo a notícia do Tele.síntese, Fraxe também critica o fato do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações (SGDC), projeto do governo brasileiro, ter a possibilidade de entregar 100% de sua capacidade a um grupo estrangeiro. No entendimento da juíza, isso fere a soberania nacional. "Mesmo que este juízo fizesse um esforço argumentativo imensurável, não haveria como encontrar nas leis e na Constituição do país uma norma ou princípio que sustentasse a entrega da exploração do único satélite de defesa estratégica a uma empresa estrangeira, sem qualquer previsão mínima nem mesmo em edital", declarou a juíza, segundo o site. A decisão ainda cita uma possível ação do sindicato das empresas operadoras de satélite, o Sindisat, que decidiu na semana passada também recorrer judicialmente contra o acordo. A Via Direta é associada do Sindisat.

Em março, a Justiça do Amazonas deferiu uma liminar pedida pela Via Direta suspendendo o contrato entre Telebras e ViaSat. Mas a Advocacia Geral da União (AGU) entrou como parte da ação, o que levará o processo para a Justiça Federal em Brasília, segundo apurou este noticiário. Pela liminar, caso a Telebras e a ViaSat descumpram a medida, foi estabelecida multa de R$ 200 mil por dia até o limite de 15 dias. A Telebras disse não ter sido notificada da decisão do TJ-AM.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O Painel TELEBRASIL, mais tradicional encontro de posicionamento do setor de telecomunicações, discutirá em 2018 os rumos da indústria depois do ciclo de sucesso completado com os 20 anos da privatização do sistema estatal de telecomunicações. A realidade da Internet das Coisas, a chegada da tecnologia de 5G, a necessidade um ambiente mais flexível e dinâmico para os investimentos essenciais a esta nossa etapa e um modelo preparado para o futuro são alguns dos desafios em debate, com presença dos presidentes das principais empresas prestadoras de serviços e provedoras de tecnologias, além de autoridades, reguladores e especialistas.
Em sua edição de número 62, o Painel TELEBRASIL 2018 ganha um dia a mais de debates, com mais espaço e oportunidades para a troca de informações, relacionamento e atualização, tanto para profissionais da indústria quanto para reguladores e formuladores de políticas, que têm acesso gratuito ao evento (mediante inscrição prévia). É o espaço em que as principais lideranças da indústria marcam posição em relação a estratégias, tecnologias e políticas públicas neste novo ciclo.

22 de Maio a 24 de Maio
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
EVENTOS

Evento oficial da Associação Brasileira de Empresas de Telecomunicações, o Painel TELEBRASIL, mais tradicional encontro de posicionamento do setor. É o espaço em que as principais lideranças da indústria marcam posição em relação a estratégias, tecnologias e políticas públicas.

22 de Maio a 24 de Maio
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
Top