OUTROS DESTAQUES
Competição
Estudo aponta margens de 70% para teles locais
sexta-feira, 01 de agosto de 2003 , 16h03 | POR REDAÇÃO

Um estudo encomendado pela Embratel ao Boston Consulting Group, indica que a margem Ebitda isolada da operação local das concessionárias, não levando em conta as demais operações como longa distância, é de aproximadamente 70%.
De acordo com a vice-presidente de marketing e assuntos regulatórios da Embratel, Purificación Carpinteyro, que participou nesta sexta, 1º, do fórum da revista Exame ?O Futuro das Telecomunicações Brasileiras?, o estudo mostra ainda que ao consolidar todas operações há uma queda de até 50% na margem Ebitda.
Entretanto, de acordo com o vice-presidente de estratégia corporativa e regulatório da Telefônica, Eduardo Navarro, mesmo detendo 98% das linhas fixas em sua área de atuação, a rentabilidade sobre o custo do capital investido no Brasil é muito inferior a outros países. ?A nossa rentabilidade no Brasil está em menos 10%?, diz Navarro.

Margens

As teles locais argumentam que o unbundling, a desindexação de tarifas e a criação de novas metas causariam um desequilíbrio econômico-financeiro dos contratos. ?O desequilíbrio seria um risco sério, se fosse verdade?, argumenta Purificación. Para ela, as concessionárias locais usam as margens da telefonia local para subsidiar a entrada em novos mercados e operações como longa distância, banda larga e acesso à Internet, às custas da concorrência. ?As margens nos mercados secundários estão sendo reduzidas e as locais estão monopolizando tudo. Não se pode permitir a monopolização de toda a cadeia de valor?, completa.
Na opinião do ex-ministro das Comunicações, Luiz Carlos Mendonça de Barros, que também esteve presente ao evento, a solução para promover competição em setores dominados por um monopólio natural é a existência de um sistema forte de regulamentação da competição, com um órgão regulador forte e a aplicação de multas pecuniárias expressivas.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O Painel TELEBRASIL, mais tradicional encontro de posicionamento do setor de telecomunicações, discutirá em 2018 os rumos da indústria depois do ciclo de sucesso completado com os 20 anos da privatização do sistema estatal de telecomunicações. A realidade da Internet das Coisas, a chegada da tecnologia de 5G, a necessidade um ambiente mais flexível e dinâmico para os investimentos essenciais a esta nossa etapa e um modelo preparado para o futuro são alguns dos desafios em debate, com presença dos presidentes das principais empresas prestadoras de serviços e provedoras de tecnologias, além de autoridades, reguladores e especialistas.
Em sua edição de número 62, o Painel TELEBRASIL 2018 ganha um dia a mais de debates, com mais espaço e oportunidades para a troca de informações, relacionamento e atualização, tanto para profissionais da indústria quanto para reguladores e formuladores de políticas, que têm acesso gratuito ao evento (mediante inscrição prévia). É o espaço em que as principais lideranças da indústria marcam posição em relação a estratégias, tecnologias e políticas públicas neste novo ciclo.

22 de Maio a 24 de Maio
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
EVENTOS

Evento oficial da Associação Brasileira de Empresas de Telecomunicações, o Painel TELEBRASIL, mais tradicional encontro de posicionamento do setor. É o espaço em que as principais lideranças da indústria marcam posição em relação a estratégias, tecnologias e políticas públicas.

22 de Maio a 24 de Maio
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
Top